Ter uma piscina em casa significa que é necessário mantê-la sempre em equilíbrio durante das 4 estações do ano. Isso tudo independe do clima, temperatura, quantidade de chuva, de uso, entre outros.

É importante lembrar que, para utilizar a piscina nos dias mais quentes, é essencial mantê-la equilibrada e com manutenção em dia durante o inverno. Para isso, é importante levar em consideração algumas questões.
Dentre elas, lembre-se que no inverno há uma maior intensidade de rajadas de ventos, que resulta em maior quantidade de folhas caídas e poeiras arrastadas para a piscina, além da temperatura mais fria.

Assim como nas estações mais quentes, para manter a manutenção da piscina em dia no inverno também é preciso prestar atenção nos níveis de cloro, pH e alcalinidade da água.

Lembre-se de fazer a medição do pH e alcalinidade cerca de 2 vezes por semana. A decantação da água deve ser feita com essa mesma frequência.

Já o cloro pode ser menos utilizado, de acordo com a quantidade de uso da piscina e a estabilidade dos níveis de pH e alcalinidade. Ainda, a filtragem da água deve ser a de sempre: entre 6 e 8 horas diárias.

Outro cuidado muito prático e fácil de ser tomado durante os períodos mais frios é a utilização de capas e coberturas protetoras na piscina.

Esses acessórios impedem a entrada de folhas, insetos, sujeira e poeira na piscina. Ou seja, é um pequeno detalhe que se torna muito importante no cuidado diário da piscina. Além disso, a peneira também deve ser usada com frequência. Ela faz com que seja evitada a proliferação de algas – além de retirar as impurezas da água.

Nunca deixe a piscina vazia. Isso porque as piscinas vazias são mais fáceis de gerar trincas e rachaduras. Além disso, essa é uma ação que pode aumentar os riscos de acidente e desnivelamento.