1. Mantenha a piscina livre de folhas
Priorize projetos paisagísticos que não tenham árvores muito grandes ou frutíferas em volta da piscina, pois isso faz com que a limpeza seja mais trabalhosa e frequente, por causa do alto volume de folhas e frutas que caem nela.

2. Utilize capas para piscinas
A capa, além de segurança, também pode ser utilizada para livrar a piscina de sujidades. Isso é especialmente válido nos períodos de maior frequência de chuva. Cobrindo a piscina, você pode diminuir o crescimento de micro-organismos trazidos pela chuva, reduzindo o esforço com a limpeza da água.

3. Trate a piscina regularmente
A tonalidade verde da piscina surge por conta de micro-organismos que, caso não sejam combatidos com frequência, acumulam e prejudicam a saúde da água da piscina e o seu bem-estar.
Portanto, realize o tratamento da água com frequência, mesmo que a piscina não esteja sendo usada. Usar um algicida é uma boa medida para acabar com os micro-organismos que tornam a água verde.
Além disso, alguns cuidados específicos são necessários nos dias em que a chuva é certa. Você deve, por exemplo, assegurar um pouco mais de cloro do que o habitual na piscina, para que a água não fique sem cloro mesmo após a chuva.

4. Meça o PH e a alcalinidade
Se durante os períodos mais quentes você mede esses fatores semanalmente, considere medir pH e alcalinidade todos os dias. As gostam muito de pH ácido e alcalinidade baixa. Por isso, tenha atenção.